BLOG PALAVRAS SÃO FLECHAS

  • Tacun Lecy

Fotografia sem fé


Série "Festas populares: Yemanjá". | © Tacun Lecy. Todos os direitos reservados.

Em meio à loucura de tantas pessoas com câmeras em punho, a festa de Yemanjá tornou-se um verdadeiro bang-bang fotográfico. Sem respeito, sem ética e, principalmente, sem criatividade e inspiração, essas pessoas conseguem desrespeitar tudo que circunda as homenagens à Mãe d'Água.

Muitos estão ali para tentar fazer uma "grande fotografia", para que no dia seguinte – se não no mesmo – possa publicar no Facebook, no Instagram ou em qualquer outra rede social, embora muitas delas desconheçam o real sentido do “2 de fevereiro” na Bahia; Embora muitas delas nem saibam quem é Yemanjá; Embora muitas delas nem mesmo tenham “fé”.

De nada adiantaram as palavras do Rui Rezende, no dia 31 de janeiro: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=514908575291686&set=a.122031944579353.22214.100003176450628&type=1&theater.


Respeito é para poucos!

Fico imaginando a apreensão da minha amiga e filha das Águas Amanda Oliveira Fotografia – fotógrafa dedicada às pesquisas sobre as festas de Yemanjá – ao se deparar com o Rio Vermelho daquela forma. Como produzir naquele campo minado? Como fazer uma fotografia sem que apareça um papagaio de fotógrafo apontando uma câmera em sua direção? Espero que a Dona da Festa tenha iluminado seus caminhos.

Acho que o que nos resta é buscar nas frestas da festa as manifestações de Yemanjá no seu estado mais verdadeiro; Quando a Mãe vem abraçar os seus filhos pela fé, pela devoção e pela gratidão por sua luz.

"... só quem tem Santo é quem entende..."

Odó Ìyá!

-------

#TacunLecy #Tacun #OmoErinlè #OmoErinlé #OmoErinle #LuzNegra #FestasPopulares #Yemanjá #Mar #2DeFevereiro #RioVermelho

4 visualizações

© Copyright 2013 - 2019 Tacun Lecy.

Todos os direitos reservados.

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
  • White LinkedIn Icon