TACUN LECY

biografia

Nasci em Salvador, capital da Bahia, em 1977 e fui batizado Daniel Santiago da Silva Oliveira. O nome TACUNLECY me foi dado no candomblé, pelo Orixá Ọdẹ, em 2009, e desde então é como sou chamado.

Curiosamente, esse foi o ano em que comecei a fotografar profissionalmente, produzindo registros de comunidades de artesãos da Bahia para o Instituto Mauá. Antes disso, a minha única relação com o mundo artístico era através da música. Fotografia, apenas como admirador do olhar incomum de Pierre Fatumbi Verger, ou com as câmeras compactas, sem qualquer pretensão de um dia ser mais que um "capturador de imagens".

A conexão com as culturas populares, bem como a minha ligação ao candomblé e às heranças afrodiaspóricas fizeram surgir o desejo e a necessidade de estudar fotografia e desenvolver pesquisas, com o propósito de produzir trabalhos documentais autorais que me proporcionassem permear esse universo... Encontrar pessoas e dialogar sobre saberes, tradições e as nossas trocas, buscando contribuir de alguma forma para a preservação das nossas memórias.



Defini como missão utilizar a minha fotografia para expressar a importância da salvaguarda dessas culturas, pois acredito que o fotógrafo documentarista tem um papel maior que o de utilizar técnicas para fazer uma imagem perfeita; ele assume um compromisso com a realidade que a sua fotografia representa.​